A operação policial denominada é denominada Delivery/K4; no total foram expedidos 30 mandados de prisões preventivas e 41 mandados de buscas
A operação policial denominada é denominada Delivery/K4; no total foram expedidos 30 mandados de prisões preventivas e 41 mandados de buscas

A Polícia Civil deflagrou uma  operação para o combate de drogas em Paraguaçu Paulista e municípios da região.

Em Paraguaçu Paulista, a investigação era sobre a atuação de uma organização criminosa que, além de atuar na venda de cocaína e maconha nas ruas dos municípios vizinhos e na própria cidade, buscava introduzir no interior das penitenciárias o tráfico de drogas, especialmente da droga denominada “K4”.

Portanto, policiais civis integrantes da DISE de Assis deflagraram a operação policial denominada Delivery/K4 que teve por objetivo combater os crimes de tráfico e associação para o trafico de drogas e organização criminosa por grupos atuantes em Paraguaçu Paulista, Assis e região.

A operação policial contou com a participação de 100 policiais civis, com a utilização de 26 viaturas, recursos de toda a area do DEINTER 8, vinculados  às seccionais de Polícia de Assis, Adamantina, Dracena, Presidente Prudente e ainda da DEIC. A Polícia Militar prestou apoio a operação policial através do canil do 8° BAEP.

No total foram expedidos 30 mandados de prisões preventivas e 41 mandados de buscas.

A investigação policial se iniciou no mês de abril de 2021. Os policiais civis da DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes)  de Assis perceberam um aumento exponencial de uma modalidade específica do tráfico de drogas, no caso a denominada “Delivery” atuando na região.

Essa modalidade de tráfico consiste na divulgação da venda de entorpecentes através de aplicativo de mensagens e na encomenda feita pelos usuários aos traficantes, os quais realizam a entrega em local previamente combinado.

Buscando combater essa modalidade do tráfico de drogas, os policiais civis intensificaram as investigações e a busca por elementos que pudessem identificar os responsáveis pela venda, distribuição, guarda e comando das organizações criminosas que atuavam no município e região.
Foram descobertas, então, duas organizações criminosas que atuavam em Assis.

Foi descoberta ainda, uma terceira organização criminosa que atuava em Paraguaçu Paulista e no interior de presídios de São Paulo. Outros membros associados a essa organização também foram  identificados.

Essa terceira organização criminosa, além de atuar na venda de cocaína e maconha nas ruas dos municípios vizinhos a Paraguaçu Paulista e na própria cidade, buscava introduzir no interior das penitenciárias o tráfico de drogas, especialmente da droga denominada “K4”.

Segundo o delegado de polícia titular da DISE de Assis, José Gonçalves Júnior, “a operação policial teve como objetivo desmantelar as organizações criminosas identificadas, desestruturar o tráfico de drogas e crimes reflexos como um todo, buscando com isso reduzir, ainda mais, as estatísticas criminais, promovendo uma maior tranquilidade social”.

As diligências foram realizadas nos municípios de Assis, Paraguaçu Paulista, Maracaí, João Ramalho, Bady Bassitt, Araçatuba, região de Sorocaba, Pirajuí e Valparaíso.

Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do R15 diretamente em seu e-mail.

VOCÊ PODE GOSTAR

Homem é detido suspeito de assassinar namorado e atear fogo no carro com o corpo dentro

Vítima, Marcelo Campos, estava desaparecido desde quarta(Foto: Reprodução)

Ônibus que saiu de Assis com destino ao Paraguai se envolve em grave acidente

Um gravíssimo acidente na madrugada deste sábado, dia 06 de agosto, na…

Vídeo mostra as consequências do acidente envolvendo ônibus de Assis

Uma pessoa morreu e outras 24 ficaram feridas com a colisão frontal entre os veículos.

Confusão entre policiais e moradores termina com 3 presos e cão morto a tiros

Caso, que ocorreu em Paraguaçu Paulista (SP), é investigado pela polícia.