Maria José está desaparecida desde a tarde de sábado Arquivo familiar
Maria José está desaparecida desde a tarde de sábado Arquivo familiar

Continuam as buscas pela senhora Maria José Floter, que está desaparecida desde a tarde de sábado, dia 24 de setembro, quando deixou sua residência, na vila Santa Cecília em Assis.

Ela sofre Alzheimer’, uma doença que causa problemas na memória, pensamento e comportamento.

A senhora Maria José desapareceu trajando uma camisa xadrez, nas cores azul e branca, e calça jeans.

Nesta segunda-feira, dia 26, surgiram comentários nas redes sociais de quem uma mulher, com as mesmas características e vestimentas dela, teria sido vista caminhando na rodovia Raposo Tavares, próximo ao município de Maracaí, mas, após buscas em toda a região, ela não foi localizada.

Na manhã desta terça-feira, dia 27, seu esposo, o professor aposentado William Floter, usou as redes sociais para falar sobre as buscas:

Meus Amigos, infelizmente até agora minha esposa, Maria José, não foi encontrada.

Ontem (segunda-feira), ao anoitecer, recebemos por telefone, uma pista que ela tinha sido vista caminhando pelo acostamento da rodovia Raposo Tavares perto do trevo de Maracaí.

Imediatamente, eu e meu cunhado nos dirigimos imediatamente ao local, entrando em postos e restaurantes, conversando com funcionários para saber se alguém, com suas características, tinha sido vista.

Tentamos, também, no posto de resgate da CART, onde nos disseram que não tiveram ocorrência.

Chovia muito e fomos até o entroncamento de Paraguaçu Paulista, no antigo posto São Mateus, observando o acostamento.

Depois, retornamos e entramos em Maracaí.

Circulamos pela cidade, observando as praças e, em seguida, fomos até Roseta, onde fizemos o mesmo e, finalmente, retornamos pela rodovia Manillio Gobbi, até Assis“, relatou.

O professor fez questão de agradecer às pessoas envolvidas nas buscas por sua esposa.

Quero agradecer, publicamente, o esforços da família Modotte, particularmente à Myrinha, que elaborou e distribuiu folders pela cidade, e para minha surpresa, ela e seu esposo chegaram, também em baixo de chuva, no posto de resgate da CART, perto de Maracaí. Ela e o esposo iriam até Anhumas ver se localizavam minha esposa, mas também não conseguiram nada de positivo“, disse.

Na publicação em sua rede social, o professor William Floter renova sua esperança de encontrar a esposa: “Enquanto houver esperança, continuaremos a busca da Maria José!“, finalizou.

A família pede que qualquer informação a respeito do seu paradeiro seja transmitida, imediatamente, a Polícia Militar, no telefone 190, ou pelos telefones 3325-1022, ou nos celulares: 99655-9091 ou 99721-3435.

Deixe um comentário

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora gratuitamente sua conta e faça parte.

Assine nossa newsletter

Receba as notícias do R15 diretamente em seu e-mail.

VOCÊ PODE GOSTAR

Vítima fatal de acidente é identificada como Priscilla Tiezzi Fernandes

De acordo com o Corpo de Bombeiros, um carro invadiu a contramão da pista e bateu de frente com outro veículo. Uma das motoristas morreu na hora.

Fio colocado na tomada por menino estava desencapado, relatam pais

Criança de 2 anos foi socorrida, mas não resistiu e morreu; caso aconteceu em Assis.

Ciclista morre atropelado na Rodovia SP-284 em Assis

Condutora avistou o ciclista que transitava à sua frente e não teve tempo de frear ou desviar.

Filme gravado na periferia de Assis é selecionado para Festival Internacional

Atores do Santa Clara integram o elenco de 'Ainda Restarão Robôs Nas Ruas do Interior Profundo'.